O que é o factoring?

O factoring é uma ferramenta financeira para as empresas melhorarem a disponibilidade de liquidez e as condições para o crescimento. Factoring é um termo coletivo para serviços de financiamento e aquisição de crédito.

Com base na estrutura dos clientes, no comportamento de pagamento do devedor, nas necessidades de liquidez e na capacidade de endividamento, é possível escolher diversos tipos de factoring no momento em que vende os créditos próprios a uma sociedade de factoring (em inglês, «factor»).

Factoring – financiamento e aquisição de crédito

As pequenas e médias empresas (PME) usam frequentemente o factoring para terem fundos rapidamente. Contudo, nos últimos anos, as grandes empresas começaram a utilizar sociedades de factoring para melhorar os seus fluxos de caixa.

Qual é a diferença entre aquisição e financiamento de crédito?

As empresas podem vender os créditos próprios a uma sociedade de factoring ou onerá-los a uma instituição financeira.

O que é a aquisição de crédito?

Se se optar pela aquisição de crédito como método de financiamento, a sociedade de factoring escolhida para a compra dos créditos próprios assumirá os riscos relacionados com a compra e a empresa ficará parcialmente isenta. A sociedade de factoring é responsável por cobrar o pagamento correto.

O que é o financiamento de crédito?

Neste caso, a empresa hipoteca os créditos próprios a uma instituição financeira ou banco (geralmente o empréstimo é 70-90 % do valor dos créditos). A empresa deve notificar os clientes sobre a transferência dos créditos. O pagamento dos clientes será efetuado pela instituição financeira de acordo com o contrato de transferência. A empresa será informada pela instituição financeira quando o pagamento for efetuado.

Quanto custa vender os créditos próprios?

Quando uma sociedade de factoring calcula a sua taxa de factoring tem em conta diversos parâmetros.

Que parâmetros podem afetar o custo de factoring?

  • Avaliação do risco
    Capacidade de endividamento do vendedor de créditos e qualidade dos créditos.
  • Tipo de factoring
  • Número de clientes, volume dos créditos e serviços solicitados.
  • Volume de negócios previsto decorrente do factoring.
  • Condições de pagamento
    Quanto mais longo for o ciclo de pagamento entre o vendedor de créditos e os seus clientes, maior será o risco para a sociedade de factoring
  • Duração do contrato
    Quanto mais longo for o contrato de factoring, melhor será a taxa de factoring uma vez que um contrato mais longo oferece uma maior certeza para futuras receitas.
  • Capacidade de endividamento
    Se a estabilidade do vendedor melhorar, a situação relativo ao risco melhora para a sociedade de factoring.
  • Qualidade dos créditos

A taxa de factoring é o resultado da avaliação do risco, do tipo de factoring, dos custos administrativos internos e da margem de lucro. A percentagem cobrada pela sociedade de factoring é normalmente de 2 a 5 % do valor total dos créditos. Note-se que também podem existir custos ocultos adicionais (ver abaixo).
Um exemplo com uma taxa de 5 % do valor dos créditos: se a sociedade de factoring comprar os créditos de uma empresa no valor de 10 000 €, o cliente da sociedade de factoring recebe 9500 €, o valor de 95 % dos créditos. Por sua vez, a sociedade de factoring recebe 5 % do valor dos créditos adquiridos, o que perfaz 500 €.

O que é a capacidade de endividamento?

A capacidade de endividamento consiste na avaliação da capacidade que um devedor tem para respeitar as obrigações decorrentes do empréstimo.
Com vista a determinar a capacidade de endividamento, as instituições financeiras classificam os indivíduos, as empresas e os países em notações de crédito ou pontuações de crédito.

Que notações de crédito existem e o que significam?

Notações de crédito, pontuações de crédito e capacidade de endividamento são essencialmente a mesma coisa.
As classes atuais de notações de crédito têm diferentes escalas consoante a entidade que efetua a avaliação. Existem escalas de AAA a C, em que AAA é o máximo, e de 1 a 5, em que 1 indica um elevado risco e 5 indica um baixo risco, sendo esta última a avaliação máxima.

  • AAA Crédito de melhor qualidade
    Apenas pode ser obtido se a empresa tiver um volume de negócios que exceda 200 000 €, estiver presente no mercado há, no mínimo, 10 anos e for capaz de apresentar rácios financeiros bem superiores à média do setor.
  • AA Capacidade de cumprimento muito forte
    É atribuída a empresas que não atinjam os critérios para crédito de melhor qualidade.
  • A Forte capacidade de cumprimento
    Significa que a empresa tem capacidade de endividamento e pode obter linhas de crédito.
  • B Vulnerável ao não pagamento
    Significa que a empresa apresenta rácios financeiros inferiores à média do setor ou informações financeiras negativas.
  • C Incumprimento iminente
    Significa que a empresa tem graves problemas de pagamento, declarou insolvência ou apresenta rácios financeiros muito inferiores à média do setor.
  • (-) Sinal de menos.
    Não existem informações de crédito suficientes para se atribuir uma notação, mesmo as empresas inativas recebem o sinal menos (-).

Taxas de factoring fixas e variáveis (ocultas)

Vender créditos pode ser uma solução simples e rápida para otimizar o fluxo de caixa da empresa. No entanto, muitas sociedades de factoring acrescentam taxas ocultas com uma estrutura de preços não transparente.
As taxas calculadas pelas sociedades de factoring excluem o IVA, por isso a empresa recebe menos do que está à espera. No caso de uma fatura não paga pelo cliente, a empresa vai perder mais dinheiro pois a sociedade de factoring vai cobrar juros.

As taxas de factoring mais comuns

  • Taxa fixa sobre os créditos ou cálculo dos juros sobre o valor de financiamento
  • Taxa relativa ao descoberto (comprável à taxa-limite sobre um descoberto)
  • Custo de cobertura dos riscos sobre o volume de negócios, principalmente para factoring sem recursos.
  • Taxa de gestão por crédito
  • Taxa de advertência
  • Taxa de cobrança
  • Taxa-limite de crédito por cliente Cada devedor (clientes de um vendedor de créditos) é avaliado pela sociedade de factoring.

Qual é a diferença entre factoring com e sem recurso?

Uma empresa pode optar por vender os créditos próprios com ou sem recurso. É importante perceber a diferença.

O que é o factoring com recurso?

No factoring com recurso, a sociedade de factoring vende os créditos de volta à empresa se houver falta de pagamento após um determinado número de dias ou após o prazo para pagamento. Se a empresa e o cliente não conseguirem pagar a dívida da empresa, a sociedade de factoring tem o direito de cobrar a dívida à empresa e ao devedor,

O que é o factoring sem recurso?

No factoring sem recurso, a sociedade de factoring compra os créditos e assume o risco de crédito se o devedor não conseguir pagar.

Contratos a longo prazo e redução do ativo

Pode ser difícil saber exatamente os custos do factoring. Na qualidade de cliente de uma sociedade de factoring, uma empresa pode correr o risco de estar presa a um contrato desfavorável que a obrigue a vender créditos aprovados durante o período de contrato a um preço determinado pela sociedade de factoring.
Assim que o contrato de factoring esteja assinado, a sociedade de factoring já não precisa de competir com outras sociedades de factoring e pode, assim, subir os preços sem a aprovação da empresa.
Muitas sociedades de factoring também exigem que a empresa, os seus parceiros e, por vezes, os cônjuges assinem uma garantia pessoal. Créditos vendidos, mas não pagos, podem levar à falência (de pessoas singulares).

Vender créditos é a solução para sua empresa?

A escolha de vender os créditos próprios vai indicar que a empresa precisa de fundos e os clientes podem considerar a empresa financeiramente instável.
Por outro lado, o factoring permite o aparecimento de fundos rápidos, o que resulta num fluxo de caixa positivo e a empresa não precisa de se preocupar com pagamentos atrasados de clientes. O risco de crédito diminui, a empresa poupa tempo e reduz os custos de gestão de pagamentos e ganha tempo para se concentrar na atividade principal da empresa.

Billhop como uma solução de liquidez alternativa

Para as pequenas e médias empresas, a liquidez representa muitas vezes um obstáculo para o crescimento ou investimentos de capital. Os proprietários de empresas são obrigados a reduzir os investimentos ou a recorrer a outra forma de financiamento.
Com o Billhop as empresas podem utilizar o cartão da empresa para prolongar períodos de pagamento com vista a não gastar o fundo de maneio. O Billhop é uma alternativa segura em relação ao factoring. Não há custos fixos nem um período de contrato fixo. Não há custos adicionais, apenas uma percentagem do valor de pagamento que é escolhida quando utiliza o serviço.

O Billhop apenas tem uma taxa, independentemente da notação de crédito da empresa

Uma empresa que recebe uma elevada notação de crédito está numa boa situação financeira e geriu bem os seus créditos anteriores. No caso de uma situação financeira instável, a empresa recebe uma notação de crédito inferior e o mais provável é gerir de forma errada futuros créditos. Ao contrário da sociedade de factoring que baseia as suas taxas nas notações de crédito, a taxa do Billhop é sempre a mesma independentemente da notação de crédito da empresa.
Ao pagar as faturas dos fornecedores através do Billhop, é possível prolongar o período de pagamento até 30 a 60 dias. 30 dias é normalmente mais do que a maioria das sociedades de factoring oferece e, desta forma, pode manter uma boa relação com os clientes visto que os créditos não são vendidos a terceiros.
É fácil comparar os custos com Billhop (2,9 % do valor da fatura) que oferece mais 30 a 60 dias de pagamento (consoante a duração do período sem juros no cartão de crédito) com os custos cobrados por uma sociedade de factoring para um período de pagamento semelhante.

Contacte a Billhop

Para mais informações sobre a Billhop e como esta pode melhorar o fluxo de caixa da sua empresa, usufruindo de um período de crédito sem juros no seu cartão de crédito, contacte a equipa da Billhop ou envie-nos o formulário abaixo com as suas informações de contacto e entraremos em contacto consigo o mais rapidamente possível!


Crie uma conta gratuita e experimente já o Billhop (sem custos vinculativos, adicionais ou ocultos). Apenas tem de pagar se utilizar o serviço.

Nesta página

O Billhop é um serviço de pagamento que permite às empresas e particulares pagar as suas contas com o seu cartão de crédito ou débito.
Saiba mais sobre como usar Billhop

PME Grandes Empresas Particulares

Publicações semelhantes

O que é o Tail-end Spend?

Crie uma conta em poucos minutos!

É muito simples utilizar o Billhop. Registe-se em poucos minutos e pode começar a pagar contas e faturas com o seu cartão de crédito.

Ainda não está convencido?

Consulte as nossas perguntas frequentes na nossa secção FAQ, leia os comentários dos nossos clientes ou contacte-nos.

Deixe o seu contacto à Billhop
Enviar um e-mail

Deseja que o contactemos?

Deseja que o contactemos numa hora que lhe convenha? Basta preencher o formulário abaixo e entraremos em contacto consigo logo que possível.